segunda-feira, dezembro 06, 2010

Uma ingénua na Dinamarca!!

Sistemas de controlo nos aeroportos - para segurança...

... numa viagem curta, de 50 minutos, trajecto nacional, entre Aalborg e Copenhagen, tal como nos voos longos, fui sujeita aos controlos de segurança dos scanners como é habitual. Comecei por ter que voltar atrás e expedir a bagagem de mão - senti-me muito saloia, como se fosse a primeira vez - há sempre uma primeira vez para tudo - que estivesse a andar de avião: esqueci-me completamente que não se pode viajar com recepientes de líquidos ou pomadas com mais do que 100ml na bagagem de mão. E, como sou uma mocinha muito poupadinha, ele era água de colónia, shampoo, sabonete líquido - todos aqueles produtos que usamos em casa, as nossas marcas preferidas e que nos fazem sentir mais confortáveis, mas nós mesmas. Não podia deixar que no scanner me deitassem todos estes preciosos líquidos fora ... para eles não valem nada, mas para mim são preciosos. Como poderia eu sobreviver três dias sem eles? O que vale é que o aeroporto é pequenino: fui a correr ao balcão do chek-in para despachar a mochila. Tudo gente simpática e compreensível, com tempo de sora para voltar ainda atrás e tratar de tudo tranquilamente. Tudo certo!! O Sr. do scanner, simpático, nem quis voltar a ver o meu cartão de embarque.

But / mas ... e há sempre um "mas" ... esqueci-me que tinha uma bisnaga de creme para as mãos na mala. Uma bisnaga, que não estando cheia, diz por fora "150mg" - mais 50% do que é autorizado!! ... pronto, simpaticamente a funcionária, do outro lado do scanner, lá me disse que não podia entrar com a dita bisnaga e que ela tinha que a deitar fora. Pronto nada a fazer! Não faço nenhuma questão nestas situações. O esquecimento fora meu! Lá se foi metade da bisnaga do meu precioso creme de mãos.

Entrei para o espaço das salas de embarque, ainda com tempo mais do que suficiente e dirigi-me à loja. Estão a ver qual não foi o meu espanto, não estão? ... havia à venda, bisnagas de creme, exactamente iguais à que tinha acabado de deixar no scanner! ... senti-me injustiçada: serão estas medidas mesmo medidas de segurança? ou serão antes medidas para promover a venda de produtos nas lojas que ficam nas zonas de embarque? ... quem sai beneficiado com este tipo de medidas? como podem eles garantir que os produtos à venda nestas lojas foram todos revistos e passados a pente fino? ... como é que aquelas bisnagas à venda nestas lojas, em metal, iguazinhas à minha, puderam ser mais revistas do que a minha?

Alguém quer ter a gentileza de me explicar estas medidas de uma forma clara e simples, como se eu fosse muito, muito burra?

... e assim se vai perdendo a ingenuidade!! ... há sempre outras razões para além daquelas que nos querem fazer crer!! Cumprem-se as regras do jogo, mas podemos criticá-las!!
[Escrito no dia 3/12/2010]

1 comentário:

Joana BFS disse...

Hoje em dia para se viajar de aviao é preciso uma paciencia de Jó!
boa semana!