sexta-feira, outubro 13, 2017

Jewish people and Pope John XXIII


Jewish Synagogue, Budapeste
setembro 2017

Angelo Giuseppe Roncalli (1881-1963)
Papa João XXIII 

Enquanto delegado papal na Grécia e na Turquia durante o Holocausto, Monsenhor Angelo Giuseppe Roncalli levou a cabo várias iniciativas para salvar a vida de judeus europeus. Fez pedidos apaixonados junto dos maiores lideres da Igreja incluindo o Papa Pio XII, bem como junto de comandantes e chefes de Estado de diferentes países, para que terminasse a deportação e o assassinato de judeus.
Em 1944, desenvolveu esforços especiais para salvar judeus húngaros, através de meios financeiros, de documentos forjados, e de informação vital, através de Monsenhor Angelo Rotta.

Como Papa João XXIII, Roncalli dirigiu e apoiou uma comissão que elaborou o rascunho de uma declaração que tinha como finalidade promover a reconciliação entre Católicos e Judeus. Dois anos após a sua morte, Nostra Aetate, uma declaração marcante, é assumida pelo Segundo Conselho Ecuménico do Vaticano, na qual se afirma que o Povo Judeu não é o responsável pela crucificação de Jesus, não é um povo rejeitado por Deus e, ainda, que o anti-semitismo será deplorável.


A Comissão dos Estados Unidos para a preservação da Herança da América no Estrangeiro
e da
Federação das Comunidades Judaicas da Hungria
Dia do Memorial do Holocausto de 2007