domingo, agosto 01, 2010

Oiço-o(s) ...

Deve ser por ser Domingo.
Mesmo do lado da Avenida,
regozija-se, cantando, com energia,
entrecortado, pelo rolar dos carros,
que passam sem parar,
entrando de afogadilho no túnel.

Já são dois, três ou quatro.

Oiço-os distintamente,
neste primeiro dia de Agosto,
como que a dar-lhe as boas-vindas.

Gozam a frescura do ar,
depois do calor que se foi.

Deslizam apressados
mais uns quantos automóveis.

Assim que a movida tecnológica
se acalma,
exultam novamente,
ao desafio,
lembrando-nos que existem,
que estão cá,
cuidando de nós
e dando-nos lições.
Recordam-nos
que estão ao nosso lado.
Vivem, apesar de toda esta infernal civilização,
aqui mesmo.

Nunca se cansam!
Recomeçam sempre!
Cheios de energia e alegria!
Cantando, exultando e dançando no céu:
como «em bebedeiras de azul».

Bem-hajam!


2 comentários:

CCF disse...

Bem hajam!
Aquele abraço
~CC~

Margarida disse...

:-)

... também para ti!

:-)